Arquivo da tag: tolerância

tolerantnost

Sobre levar a vida do jeito certo.

Por Eduardo Carvalho

Será que estamos abertos ao diferente? Me recordo uma vez, quando trabalhava em uma videolocadora (super entreguei a minha idade agora) e conversava com uma amiga sobre a minha dificuldade em assistir filmes de arte. Ela disse que valia a tentativa, mesmo que eu não gostasse muito no início. Fiz o exercício e com ele descobri meus cineastas preferidos.

Continue lendo Sobre levar a vida do jeito certo.

Um desabafo.

12243024_10153605027446066_8957807586320796216_n

Por Eduardo Carvalho.

O mundo anda estranho. É impossível não ser impactado por essa série de eventos das últimas semanas. Sejam os atentados em Paris ou o rompimento das barragens em Mariana, a pergunta que fica é a seguinte: que tipo de sociedade estamos construindo? Que legado deixaremos?

Uma vez eu ouvi uma frase que me marcou profundamente e que carrego até hoje: “…você prefere ter razão ou ser feliz?” Já fui da turma dos que desejam ter razão, mas a maturidade fez com que eu mudasse de opinião! Rs

É que quando queremos ter razão em tudo, pensamos apenas em nossas necessidades, sonhos, objetivos e deixamos o ‘coletivo’ de lado, como se os outros não tivessem qualquer influência em nossas vidas. Queremos gente ao nosso lado que SÓ pense igual, que SÓ goste das mesmas coisas e que SÓ tenha os sonhos que a gente tem.

Pura ingenuidade. A verdade é que a beleza está no plural, na diversidade e a graça da vida está nas opções que temos sempre. A intolerância, doença que predomina na política, nas religiões, nas redes sociais, talvez seja o grande mal do nosso século. Não precisamos mais de armas para afastar as pessoas. Basta a intolerância.

E aquele lance de aprender com o diferente, onde fica? Não posso deixar de observar o quão preciosas foram todas as vezes em que decidi me abrir para o novo. Revi preconceitos e quebrei paradigmas. Pontos pra mim!

Torço para que um dia as pessoas aprendam o real sentido de se colocar no lugar do outro, antes de julgar atitudes e posturas. Que a empatia e a gentileza estejam presentes no dia a dia e que essa mudança no nosso comportamento seja um bom começo para uma sociedade mais equilibrada.