Arquivo da tag: economia colaborativa

cow2

Coworking é para você?

Por Claudia Campanhã

Empreender. Primeiro, vem o medo dessa palavra, mas é só abrir o coração e a mente e pronto: eita coisa apaixonante!  Enxergar oportunidades, sonhar, fazer o que gosta e realizar é VIDA!

Nesse comecinho de história no mundo empresarial, é comum a gente tatear o terreno, ir com calma, pesquisar, colocar tudo na ponta do lápis. E é nessa hora de fazer contas é que logo percebemos que para ter um local profissa para trabalhar é preciso din-din-din-din…

cow3

Uma solução para quem inicia carreira solo, é o coworking. Trata-se de um escritório coletivo, onde se concentram pessoas na mesma  fase de “empoderamento”. O layout desses escritórios varia muito e o primeiro passo para trabalhar com prazer é visitá-los, até encontrar aquele lugarzinho especial e que provoque empatia.

Tem locais bem tradicionais, com grandes salões e mesas divididas por baias, bem ao estilo ‘empresão’, sabe? Tem outros endereços em que casas antigas e espaçosas, com direito a árvores, área de descompressão e até piscina (uhuuu!), deixam a gente se sentir realmente em nossa casa.

cow5

Mas não é só o décor, a ambientação que deve chamar sua atenção. Como ex-coworker, aprendi a prestar observar outros detalhes num espaço coletivo e elaborei uma listinha de coisitas pra conferir na hora de pagar por uma mesa de trabalho ou por uma pequena sala:

  • Tenha em vista os motivos pelos quais você está buscando um escritório coletivo. Você precisa de um ambiente que ofereça mais recursos, como sala de reunião, atendimento telefônico especializado, ou pretende fazer contatos?
  • Avalie o custo benefício e veja se realmente vale à pena. Num lugar só seu, você deve considerar despesas com mobiliário + aluguel + condomínio + IPTU + luz + telefone + internet + limpeza + cafezinho + material de papelaria +alimentação;
  • No coworking, todos os custos do espaço são diluídos em mensalidades, porém, o valor  varia de acordo com a quantidade de horas que você permanecerá no local. Se você precisar passar mais tempo trabalhando, precisa realmente fazer as contas, por causa das horas extras;

cow1

  • A localização é boa? Mais do que viabilizar o seu acesso, é preciso pensar nos seus clientes. Será fácil o deslocamento para o seu escritório, quando houver uma reunião?
  •  O espaço oferece cozinha para o caso de levar marmita de casa?
  • Existe uma sala de reunião privativa?
  • O lugar é mais silencioso e sério ou os colegas são mais low profile e o ambiente é casual?

Do you feel like everyone at work is just clowning around?

  • Qual é o seu estilo de trabalho? É expansivo e comunicativo ou é do tipo que chega ao escritório e sai sem interagir com ninguém? Caso as pessoas sejam mais sérias e necessitem de silêncio para se concentrarem no serviço e você seja uma pessoa barulhenta, é  provável que tanto você quanto os ‘vizinhos’ de notebook se incomodem.
  • Consulte como é procedimento no caso de precisar contratar um assistente. Se você estiver num coworking, terá que custear o espaço ocupado por ele…
  • Cheque os custos com ligações telefônicas;
  • Aproveite a oportunidade de estar rodeado de gente para fazer contatos e negócios!

Bom, além de todas essas dicas (que elaborei por experiência própria), tem minha vivência num coworking que pode te ajudar a decidir. Passei por um escritório coletivo aqui da Vila Mariana, em São Paulo, há exatos dois anos. 

Fiquei no local por sete meses e adorava ir pra lá todos os dias, mesmo pegando um pouco de trânsito pra chegar. Era bacana ficar perto de outras pessoas. Isso tirava um pouco daquela sensação solitária que a gente tem quando inicia uma empreitada sozinho.

Conheci gente com quem falo até hoje, pude fazer negócios com alguns deles e ganhei de presente o Edu, meu amigo, fiel escudeiro e partner aqui no blog. Poréeeeeem, nem tudo são flores. Eu falo muito, trabalho com a criatividade. Preciso usar o telefone com frequência, fazer reuniões e receber pessoas. E isso, cool friends, é difícil para muita gente engolir. Nem todo mundo funciona da mesma forma que eu.

Não vá achando que pelo fato de dividir uma mesa, é possível dividir sua vida. As pessoas estão ali para trampar e honrar cada minutinho da grana que estão pagando para estarem ali. Nem sempre se ouvirá um “bom dia” e não há garantia de cooperação, também. Mas esse é o mundo dos negócios, baby, e  em menor escala. Aproveite sim, se tiver essa oportunidade de estar num coworking, mas permaneça nele se o espaço tiver a ver com você, NECESSARIAMENTE. 😉

cow6

Ilustrações: Reprodução