Arquivos da categoria: Garimpos que valem a pernada

Lambe-lambe em casa!

lambe4

Por Claudia Campanhã

Caaaaaaaalma, senhoras e senhoreeeeeeees! Não é pornografia, nem patifaria, o título do post! Aqui é coisa fina, minha gente! Vamos falar de decoração descolex pra casa, para o escritório, ou para o seu cafofo, se é assim que você chama o espaço onde vive.

Certamente você já viu alguns cartazes na rua, pregados  na parede ou nos postes, com tipografia diferente, colorida e todo o tipo de mensagem, não é? Esses cartazes são os lambe-lambes, um tipo de arte ligada ao grafite e uma intervenção urbana em que são disseminados conteúdos de poesia, propagandas  e até ilustrações.

lambe6

O visual moderninho, com um certo toque de rebeldia, não é à toa! O lambe-lambe surgiu lá pelos idos de 1454, época do Renascimento, e tinha a função de retratar  a Paris boêmia daquele tempo. Mais tarde, o recurso foi aproveitado na Rússia para fazer propaganda política, e também durante o nazismo. Muito tempo depois, no Brasil, os lambe-lambes tiveram grande importância na época da ditadura militar, sendo o meio de comunicação usado pela resistência e pela polícia, para divulgar procurados pelo regime.

Hoje, os lambe-lambes retomaram a função de espalhar arte e aos poucos, vem reaparecendo no cenário das grandes cidades e…por que não, nas paredes de dentro de casa, também. A ideia de considerar o lambe-lambe como um acessório de decoração, inclusive, é genial porque é acessível, fácil de reproduzir e o efeito é incrível.

lambe11

Não ficou um chuchuzinho essa parede com apenas uma coluna de lambe-lambe? Foto:  Blog Minha Casa Minha Cara

Dá para substituir o papel de parede pelos cartazes. O papel ultrafino é o mais indicado e deve ser colado na parede com uma mistura de cola branca e água, que produzem aquele enrugado todo especial no papel, que é a cara dessa técnica. O sulfite também pode ser utilizado, mas o efeito fica diferente.

Os cartazes podem ser fabricados com serigrafia, estencil ou podem ser baixados de sites que disponibilizam alguns modelos, gratuitamente, para impressão. Para quem não está afim de bagunçar a casa, pode também aderir ao lambe-lambe em plaquinhas, que podem ser penduradas ou apoiadas em móveis e que modificam o astral dos ambientes. Veja algumas ideias.

lambe3

lambe7

lamb1

O lambe-lambe é um recurso que deixa o ambiente mais despojado, no entanto, o excesso de informação pode enjoar. A dica é aplicar os papéis em menor quantidade, no caso de espaços em que você permanece por bastante tempo, ou aplicação aos montes em paredes que você vê pouco, criando um “detalhe” no décor.

lambe2

Em ambientes mais sisudos, o cartaz quebra o climão. Como nem sempre dá para colar os papéis na parede, recorra a quadros com essa estética do lambe-lambe.

lambe8 lambe5

Existem lojas especializadas em decoração que vendem kits com um composê de cartazes, coordenados pelos tons ou pelo tema . Fica bacana, mas não é exclusivo.

Fotos : Reprodução

Compre do pequeno!

bordado11_590x393

Por Claudia Campanhã

Em 25/12, comemora-se a data mais importante do ano, o aniversário de Jesus. Mesmo com um baita motivo para comemorar, no entanto, o ser humano foi inventar de presentear uns aos outros, tornando o “ritual das compras”, algo muito maior do que realmente deveria ser.

Continue lendo Compre do pequeno!

“Pra fazer Natal”

photobooth-props

Por Claudia Campanhã

Se você é do planeta Terra já notou um aumento dramático na exposição de laços vermelhos em locais comerciais como mercados, lojas de rua e nas próprias ruas. Também deve ter notado um certo velhinho, vestido com roupas invernais e sacudindo uma sineta, circular pelo shopping, não é?

Continue lendo “Pra fazer Natal”

Hein Prosit!!!

ok6

Por Claudia Campanhã

É outubro e quem vai à Blumenau nessa época do ano sabe o que vai encontrar pela cidade: a festa alemã mais famosa do país, a Oktoberfest.

Desde o dia 05 de outubro e até o dia 23, a Vila Germânica, situada na capital catarinense se transforma numa grande festa, preparada cuidadosamente para receber  turistas do Brasil inteiro. Todos em busca do que? De cerveja, música, dança e muuuuuuuita diversão.

Há algumas décadas atrás, o evento era sinônimo de curtição, bebedeira e uma pegação geral, o que trazia uma bela dor de cabeça aos moradores da pacata cidade. Porém, de um tempo pra cá, a história ficou bem diferente! Famílias inteiras se reúnem para assistir os desfiles, as danças folclóricas, os shows típicos e ainda se empaturrar com as delícias da culinária alemã, sem falar das cervejas perfeitamente geladas.

ok5 ok4 ok3 ok2

Nesta edição, que já é a 33ª, os visitantes ganharão muitas novidades: um lounge feminino com espaço para amamentação, fraldário e toillets exclusivos; 228 opções gastronômicas; espaço de alimentação funcional com foco em glúten free; chopp a partir de 7,00; e parque de diversão pertinho da festa (ao lado do estádio Galegão);

Resumindo, é um prazer conhecer essa festa e o risco de querer voltar sempre é altíssimo.

Vamos ao que interessa?

Valores:

  • 10/10/ 17/10 e encerramento (23/10): entrada gratuita.
  • Domingos, terças (exceto véspera de feriado), quartas (exceto feriado) e quintas-feiras: R$ 10.
  • Sextas-feiras e feriado (12/10): R$ 30.
  • Sábados e véspera de feriado (11/10): R$ 40.
  • Crianças até 12 anos: Não pagam entrada.

Para garantir meia-entrada ou gratuidade de ingresso, é preciso estar devidamente trajado com roupas típicas à venda no local da festa ou em lojas da região.

Para saber dos valores de comes e bebes, além de programação e horários, acesse: http://www.oktoberfestblumenau.com.br/

ok1

Fotos: Daniel Zimmrmann (2015) – Site Oktoberfest

 

8

Querida vendinha

 

Por Claudia Campanhã

Era assim: diariamente, na saída da escola, o roteiro seguia sempre igual. Minha tia Edna saia de casa para buscar a mim e meu irmão no colégio e ao voltarmos para casa, religiosamente ao meio-dia, subíamos a rua dos Buritis, passando em frente à vendinha do japonês.

Continue lendo Querida vendinha