54369_w840h0_1491243282132-copy

13 Reason Why e o Bullying

Por Eduardo Carvalho.

Vamos falar de coisa séria hoje. Nesse fim de semana, comecei a assistir “13 Reasons Why”, série nova do Netflix, que aborda o suicídio de uma garota aos 16 anos. Para explicar o motivo pelo qual tomou esta atitude extrema, Hannah Baker grava 13 fitas K7, listando as treze razões e as pessoas que “influenciaram” (bem entre aspas) sua decisão.

13 REASONS WHY

Após a morte trágica de Hannah Baker, Clay Jensen recebe um caixa com 13 fitas k7 gravadas por ela antes da morte, onde narra os motivos que a levaram a cometer o suicídio.

Mas por que a série me impactou tanto? Assim como Hannah, ao longo de toda a minha vida escolar fui vítima do mesmo tipo de violência: o bullying. Hoje em dia, o tema é amplamente divulgado e discutido na escola e fora dela, mas na minha época não era assim. Ao sete anos saí do meu convívio familiar, onde me sentia protegido, e fui inserido em um ambiente estranho, sem a proteção de meus pais. Era cada um por si.

Desde muito pequeno, já sentia que a minha orientação sexual era diversa da maioria dos garotos da  turma e precocemente fui obrigado a lidar com esse misto de sentimentos e a rejeição das pessoas. Elas insistiam em mostrar que eu era um estranho no ninho. Meu conflito era imenso, assim como a minha solidão. Na minha cabeça, tudo o que seu sentia era errado.

13-reasons-why

Ao longo dos dois anos que Hannah estuda na LIberty High School, ela passa sistematicamente por situações de desrespeito e exposição, na maioria das vezes por pessoas próximas a ela  e que confiava.

O tempo passou, eu cresci e fui entendendo aos poucos que o que eu sentia não era errado e que fazia parte da minha essência. O caminho até chegar a essa conclusão foi tortuoso e deixou muitas marcas.

Como lidei com isso? Conseguindo, a duras penas, manter meu olhar para dentro de mim e buscando forças no que eu acreditava. Já ouviu aquele ditado, que a gente aprende a ser forte quando essa é a única alternativa? Então, foi assim.

13-Reasons-Why-700x300

Para Clay, é extremamente doloroso e difícil ouvir a narrativa de Hannah. Aos poucos, ele vai entrando em sua história e vivenciando todas as situações de bullying que  foi vítima na escola.

 Me sinto um privilegiado por ter conseguido passar por essa fase . Com o tempo, essas situações tornaram-se borrões e me lembram que sou forte e consigo superar  momentos difíceis da minha vida.

Assim como eu, várias pessoas passam pela mesma situação pelo simples fato de serem o que são. Vale lembrar que a intolerância tem consequências gravíssimas, que podem levar pessoas a situações extremas, mas como combater isso? Criando um ambiente de amor e tolerância em casa, onde seja possível compartilhar tudo. Pais, amigos e familiares, fiquem atentos às mudanças de comportamento de quem vocês amam  e estejam presentes!

13 REASONS WHY

E não foi  à toa que Clay recebeu as fitas e este é o maior mistério da trama!  Será que ele é um dos porquês  de Hannah? Para saber disso, só assistindo, mesmo! 🙂

 No meu caso, foi impossível não sentir empatia por Hannah e seus relatos ao longo da série. Não existe forma mais eficaz de lidar com um problema do que apresentá-lo cruamente, para trazer à tona a discussão. O final da história da personagem é trágico, mas me conforta saber que hoje muitas crianças e adolescentes que passam pela mesma situação que eu passei, podem recorrer a pessoas de BEM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *